26 de abr de 2012


Lição 162    EU SOU COMO DEUS ME CRIOU

Esta lição começa com a seguinte frase: “Esse único pensamento mantido em mente com firmeza salvaria o mundo.”  Mais abaixo o texto menciona que com o tempo nos vamos entender mais e mais o que esta frase significa.

Posso dar como exemplo a minha experiência em relação a esta lição.  No começo esta frase “EU SO COMO DEUS ME CRIOU” significou que eu fui criada por Ele. Com o passar do tempo o significado destas palavras continuam a se aprofundar dentro de mim.

No momento as duas primeiras palavras “EU SOU” tem muito mais importância do que o resto da frase porque aos poucos estou aprendendo o significado de Ser.  Quando eu sinto, "EU SOU‘’  a minha essência.

Quando vibro as palavras "EU SOU" dentro de mim, aceito que Deus e eu somos a mesma coisa. Que toda a energia que Ele contem esta dentro de mim.
Quando sinto "EU SOU" trago esta energia dentro de mim conscientemente, o “core” de quem Sou, que esta esperando esta afirmação.  Quando penso “EU SOU” estou me alinhando com a forca universal onde tudo existe.

“Estas palavras são sagradas, pois são as palavras que Deus deu em resposta ao mundo que fizeste”  Estas palavras rasgam as cortinas que criamos a nossa volta para esconder a Verdade.

Meu conselho eh que repita para si o tempo todo, “EU SOU” ate que o significado do que esta dizendo finalmente seja aceito dentro de si, alem da mente influenciada pelo ego.

O significado dos princípios do Curso e alguns dos seus comentários podem levar anos para serem entendidos, como por exemplo a frase que diz que estas palavras da lição podem acordar os mortos com este chamado. O que isto quer dizer?  Talvez queira dizer que o poder da sua essência tendo sido aceita por si, pode ressonar em todas as suas vidas passadas, todos os EU SOU” que existiram antes de ser quem eh agora.  Talvez queira dizer que todos os sonhos que são carregados dentro de cada um, se dissolve com o poder da aceitação de que realmente Somos.

Eh um pensamento muito profundo que pode modificar para sempre a idéia de quem Es.  Necessita de tempo para ser aceita.  Mas continue dizendo para si “EU SOU” sentindo que quando afirma esta Verdade, as ilusões vão desaparecendo.

I AM

IAM THAT I AM



21 de abr de 2012

PARA AQUELES QUE ESTAO VISITANDO O BLOG HARMONIA E PAZ PELA PRIMEIRA VEZ,  RECOMENDARIA UMA VISITA AO MEU OUTRO BLOG CHAMADO MILAGRES DA MENTE.  NESTE BLOG O LEITOR ACHARA SUGESTÕES PRATICAS PARA APLICAR NO SEU DIA A DIA.  OBRIGADA.

14 de abr de 2012

Traduzi parte da introdução feita  pelo Dr. Willis W. Harman, em 1983, no livro Journey Without Distance escrito pelo autor Robert Skutch. Este livro documenta a historia do "Um Curso em Milagres." 



Nesta introdução Dr. Harman oferece a melhor descrição do que acontece internamente quando estudamos  "Um Curso em Milagres." que li ate agora. Suas palavras tiveram uma ressonância enorme dentro de mim porque tenho vivido estas experiências nos últimos dez anos.  Quis compartilhar estes pensamentos para que o estudante do Curso não pense que esta sozinho quando sente confusão, quando tem mais perguntas dentro de si, do que respostas.  A mudança interna eh quieta, inexorável.  O “Professor Interno” sabe das nossas necessidades. O que podemos fazer para ajudar este processo eh ter confiança no divino, achar dentro de nos a paciência, a  fe, o amor necessários para o crescimento espiritual/psicológico que transforma a mente egoica nessa maravilhosa experiência que eh a divindade interna.


(Tentei permanecer fiel ao texto de modo que algumas vezes algumas palavras podem parecer estranhas.  Como disse anteriormente, não falo português no meu dia a dia e as vezes sinto dificuldade de achar palavras adequadas para o que quero expressar.  Mas depois de quarenta e três anos aqui as vezes não e fácil e peco que perdoem o meu português.  Obrigada.)

                                             
                                               ============

.......Eu tinha muito que aprender sobre a ambivalência que os seres humanos sentem quando a procura mais profunda de quem são. Os exercícios diários afirmando uma nova maneira de pensar, parte do segundo volume do Curso, pareciam moderadamente interessantes. Eu não entendia naquela época o efeito subterrâneo que eles estavam tendo.O Texto, o primeiro volume, parecia confuso mas me dediquei completamente (assim pensei).


Seis meses depois fiquei surpreendido em notar que apesar de abrir o livro do Texto diariamente eu não me lembrava de ter terminado de ler uma pagina. Ou eu dormia ou a minha mente se distraia: Eu pensava nas tarefas que precisava fazer, me levantava e ia fazer.  Minha mente usava desculpas engenhosas para evitar o que pensava querer, isto e, aprender o conteúdo do Texto.

Com o tempo, a intenção do consciente, venceu a resistência do inconsciente

A conscientização de que este era o caso veio aos poucos.  De vez em quando eu me dava conta de certas situações que no passado teriam causado medo e hostilidade não tinham mais este efeito – ainda assim eu não tinha conscientização das profundas mudanças que estavam ocorrendo internamente
Me vi tendo uma confiança profunda na minha intuição, e a parte de mim que sabia de tudo (all knowing) aquela parte que perdoava ilimitadamente tinha visivelmente se fortalecido, sem meu conhecimento consciente das mudanças ocorrendo na parte inconsciente da minha mente.

Stress e dor desapareceram.  Minha vida se tornou mais ativa que em qualquer outro período anterior,  sem colocar o esforço que pensei precisar nos anos anteriores.  Aspectos da minha vida começaram a se harmonizar misteriosamente.  O que mais me impressionou nesta transformação foi a simplicidade deste novo caminho.  Uma parte mais profunda de mim, um “Professor Interno” ( “Inner Teacher”)  guiava as ações e removia os obstáculos e a mente consciente – aquela mente egoica racional, analítica que no passado  parecia ser a minha precária ancora a uma segurança imaginaria – veio a ser, naturalmente e confortavelmente, a servidora da mente profunda.  Isto pode parecer uma grande simplificação, mas a minha profunda conclusão veio a ser de que todos os problemas que experienciamos nas nossas vidas são ilusórios.

Existe apenas um problema, a nossa resistência em ver as coisas como elas verdadeiramente são, em sua totalidade.





10 de abr de 2012

SOMBRAS



Uma das coisas mais difíceis de se fazer quando embarcamos num processo psicológico/espiritual  é olhar para traz, ir ao passado e reconhecer que erros foram cometidos.  Aceitar responsabilidade por uma ação pode ser muito difícil, porque algumas destas recordações são muito doloridas e o sentimento de culpa muito grande, trazendo muitas vezes vergonha e tristeza.

Mas é essencial trazer estes problemas que estão escondidos na escuridão para a luz. Pedindo o auxilio do Espírito Santo, que é parte da sua mente ligada ao Universo lhe ajudara neste trabalho. Essa parte Santa que existe dentro de si, facilitará este processo, trazendo esclarecimento e ajuda a todas as situações.

Este processo tem que ser acompanhado pelo perdão e a compaixão.  Porque a pessoa que cometeu o erro naquela ocasião, no passado, não estava em sua mente sã, mas sobre a influência egóica.   O ego vai sempre querer usar estas lembranças para incentivar a culpa. Nestas horas temos que pedir ao Espírito Santo que nos ajude a ver a realidade da situação. No universo não existe culpa.  Aceitar responsabilidade por erros cometidos é diferente porque reconhecemos a nossa parte em todas as situações em vez de sempre assumir o papel de vítima. Reconhecer que existem sentimentos escondidos na escuridão não significa que precisamos nos flagelar, apenas entender porque em determinadas situações escolhemos interpretar o que estava acontecendo de uma maneira que nos trouxe vergonha, culpa, medo etc. 

Geralmente, quando procuramos conscientemente um caminho espiritual para percorrer, é porque reconhecemos em algum nível da mente que precisamos de ajuda, que chegamos a um ponto que não podemos manejar os problemas do passado sozinhos.

Conscientemente procuramos apoio em ensinamentos espirituais, grupos, terapia de apoio etc.  Por um tempo nos sentimos amparados e aliviados e sentimos um grande alívio interno e muitas vezes paz.    Muitos se agarram aos benefícios iniciais oferecidos pela espiritualidade, como paz e tranqüilidade, sentimentos muitas vezes ausente no dia dia da vida, para pensar que as coisas que estavam dentro da escuridão foram embora.

Entretanto, o universo continuamente trará situações para serem lidadas, enfrentadas, para forçar a pessoa a aceitar que ainda existem coisas do passado que não foram resolvidas. Muitas vezes o ego esconde os ressentimentos acumulados durante anos de experiências passadas, guardados um pouco abaixo da superfície do consciente, muitas vezes mascarados como sentimentos de amor.  

Este é um dos truques usados pelo ego para não assustar a mente que não esta bem.  Nesta caso, mesmo que a pessoa reconheça os seus ressentimentos ela pode dizer a si mesma que apesar destes sentimentos existe amor na sua vida.

É necessário lidar com as sombras do passado, os fantasmas que estão constantemente esperando serem reconhecidos e aceitos, e trazer a luz.
Todos temos os nossos fantasmas, todos temos as sombras.  Negar esta parte da mente, ou dizer que a espiritualidade mudou a sua vida, quando ainda não lidou com este passado é querer se enganar.

O trabalho tem que ser feito internamente, muita responsabilidade tem que ser aceita pela maneira que pensamos ou agimos,  para eventualmente sentirmos o alivio interno oferecido pelo o universo.

Muitas vezes o universo nos da uma pausa para que possamos sentir uma certa tranqüilidade por algum tempo, mas eventualmente o processo começa novamente.  O universo esta nos dizendo que é hora de olharmos novamente dentro da escuridão e trazer à tona mais algumas coisas que tiram a paz de espírito. 

Em resumo, tomar responsabilidade pelas nossas ações passadas e imprescindível para a nossa felicidade presente.

3 de abr de 2012

APENAS UMA INFORMAÇÃO ...........

.
Gostaria de passar adiante uma coisa que aprendi a fazer depois que me  tornei estudante do Um Curso em Milagres que tem me ajudado muito nestes últimos anos.

Eu já escrevi sobre isto, mas quero repetir porque acho muito importante.  Existe uma passagem em um dos cinco primeiros capítulos do texto que diz mais ou menos o seguinte: quando quiseres ir a escuridão chama o Meu Nome e irei contigo e lhe trarei de volta. 

Uma das razoes que estamos sempre “ocupados” eh porque não queremos identificar a dor, ou pensar no que nos preocupa.  A maioria de nos se anestesia de formas diferentes, mas no fim o propósito eh sempre de esquecer o que sentimos.

Muitas vezes durantes estes anos, em vez de correr para me distrair, eu sentei  e deixei a dor subir.  Ela pode ser intensa, muito dolorida, mais sempre peco que Ele segure a minha mao e desça comigo na escuridão. Mentalmente eu pego na sua mao  e mentalmente vou dentro de mim.  Fico la por uns segundos ou minutos, (não eh fácil ficar muito tempo) eh peco que Ele leve o que esta causando a dor ir embora, que remova a CAUSA da dor.  Sempre vai embora, leva alguns minutos, e um alivio enorme substitui a dor.

Dentro desta escuridão eu vi cenas da minha infância como estava me sentindo naquele momento, em outra cenas vi  pessoas que não reconheci, mas que sabia terem sido eu e que a dor era relacionada a um passado muito distante mas ainda parte da minha memória.  Em todas estas cenas e pessoas que vi, fossem mulheres ou homens, eu tinha consciência imediata que faziam parte de mim, da minha jornada que estou percorrendo.

Uma vez vi uma mulher vestida com roupas de 1700 ou 1800’s, trancada em uma cela escura sem poder sair. Podia sentir a sua angustia. Depois que passei por esta experiência, nunca mais senti medo de entrar em um elevador ou claustrofóbica.

Este eh um processo muito importante porque aos poucos as ilusões  da mente que estão  sobre a influencia do ego sao removidas.

Mas na se esqueça de pedir para que o que sente seja removido de si. Peca com  fe.

Não recomendo forçar a situação, mas peca ao Espírito Santo que lhe oriente e você saberá quando eh apropriado fazer esta viagem a escuridão.  A leveza que se sente depois disto e grande.

Este trabalho eh uma fusão do psicológico com o divino.

Boa sorte....