10 de ago de 2012

SIGNIFICADO E COMPETIÇÃO?


Como parte da minha revisão, decidi escrever sobre dois conceitos ensinados pelo Um Curso em Milagres, que pelo menos para mim, permaneceram por muito tempo um pouco obscuros. O primeiro é sobre o significado dos pensamentos e o outro é sobre a competição que pensamos ter com Deus.

 As primeiras lições ensinam que o que pensamos, vemos, não tem significado.  Tudo que damos importância neste mundo não tem significado no universo.
Alem destes ensinamentos, em varias passagens do texto, é ensinado que não vemos porque não queremos.  Simplesmente.  É uma decisão tomada pela mente.  Existe também um desejo de cada um manter a sua separação um do outro.

Quando o Curso diz que “seus pensamentos não significam nada” é porque estes pensamentos não são baseados na Verdade, na realidade universal. Os pensamentos que cada individuo tem é sempre relacionado com uma interpretação baseada nas suas experiências de vida.  O oposto acontece com a Verdade que apenas é.

O pensamento baseado no ego é sempre relacionado com o medo.  Mesmo quando feliz, a pessoa sempre sente medo da mudança que eventualmente ocorrera.  Por esta razão os pensamentos baseados no medo estão sempre sujeitos a interpretação.

De acordo com os ensinamentos, o significado só pode ser aplicado ao que é verdadeiro, impossível de ser interpretado de uma maneira ou de outra.  A mensagem é de paz e amor, que é independente das circunstancias da vida, dos pensamentos.

Aceitando estes ensinamentos, o estudante aceita também que ele é Espírito, ligado a mente de Deus.

Mais existe uma outra pergunta que é ainda mais profunda nestes ensinamentos.  Porque existe um desejo de negar esta Verdade?  Não existe um esforço consciente para negar estes ensinamentos mas eles fazem parte da mente coletiva do ego, que não quer aceitar que talvez exista uma outra maneira de se ver este mundo.

Porque de acordo com o Curso, estamos em competição com Deus. Como? Criando um mundo através dos pensamentos, criando um mundo separado, o ego quer manter este mundo.  Para a sua sobrevivência ele se recusa a aceitar qualquer outra possibilidade.

Mantendo o mundo criado pela mente egóica, participando desta mente, cada pessoa quer manter este mundo, se recusando a aceitar o mundo de Deus, principalmente porque muitas pessoas são tão viciadas no drama diário, que se torna muito difícil largar o hábito criado pela sua mente.

Quando o Curso ensina que devemos parar de pensar da maneira que estamos habituados,  treinar a mente a ver de uma maneira diferente, é porque existe uma outra maneira de se viver, através da visão oferecida pelo o universo.

Esta visão do mundo de Deus, aqui na terra, vem da parte divina que temos. Esta visão não gera medo, conflito, apenas amor.  Estar consciente da existência deste AMOR traz paz interna.

A visão nada mais é do que um estado de consciência de sua natureza, um estado de SER, de amor, de alegria, onde o ego não existe. A meta do Curso é ajudar o estudante a fazer a transição entre a mente inconsciente à consciente.  Do pensamento ao sentimento.

Estes ensinamentos são radicais e podem provocar medo em algumas pessoas, pela enormidade destas palavras.  A reação natural é de tentar ignorar estes fatos.  Mas em realidade o que e pessoa esta fazendo é apenas prolongando o sofrimento que o ego traz.  Para complicar, a identidade de cada um, infelizmente é baseada nos pensamentos que tem, mesmo quando esta maneira de pensar faz parte da ilusão.

Associando o pensamento, a conversa incessante que acontece na cabeça com a sua identidade complica mais ainda o processo.

A visão ensina a pessoa a sentir no “agora.”  O Curso trata o ego como se ele fosse um inimigo que devemos derrotar, porem ele nada mais é do que as experiências passadas de cada um. 

É muito difícil de se aceitar que as experiências passadas não tem significado. Mesmo os atos de amor que oferecemos as pessoas nesta experiência de vida, são apenas uma pequena parte do que somos capazes quando influenciados pelo o Ser. Mas para os que estão vivendo estas experiências elas são importantes porque escolhemos vir aqui para passar por experiências que pensamos ira nos ajudar.  Mas além do tempo, na eternidade, precisamos acordar internamente.  Esta é a diferença entre estar dormindo e estar acordado.
Infelizmente a maioria das pessoas ainda estão dormindo, mesmo quando são espirituais.  Estão dormindo porque ainda acreditam que são o seu corpo e que suas ilusões são reais.

Cabe aqueles que estão começando a acordar ter compaixão por aqueles que ainda estão dormindo, e tentar vê-los  através da consciência do SER em vez da interpretação do ego.

Todos estes ensinamentos devem ser entendidos para uma clarificação, mas em realidade as lições são o que realmente mudam a maneira de pensar.  O treinamento da mente é essencial para a modificação da mente.

Aprendendo estes conceitos não significa que o estudante precisa aplicar imediatamente nas suas vidas, apenas serve de uma relembrada que existe uma outra maneira de se viver.

Mas por outro lado se a pessoa quer realmente alcançar um certo grau de avanço espiritual, ela tem que começar a aplicar alguns dos conceitos ensinados pelo Curso na sua vida.  Cada palavra, cada gesto pode avançar a sua caminhada ou não.  Pelo menos, por exemplo a pessoa pode tentar não julgar, ser paciente, não falar mal dos outros, se recusar a entrar na mentalidade de linchamento mental onde todos estão sempre prontos a julgar um evento sem realmente saber a razão.

Atitudes como as que mencionei acima não se desenvolve de um dia para o outro e requer dedicação, e muitas vezes provoca frustração por termos falhado.  Mas como o Curso diz, podemos escolher novamente.

Nenhum comentário: