10 de ago de 2014

JULGAMENTO




Um Curso em Milagres ensina que a interpretação da mente baseada nas experiências passadas esta de cabeça para baixo.  A maneira que este mundo é visto não reflete a Verdade que existe em cada um.  Individualmente e coletivamente vemos um mundo deturpado.  Se elevássemos a mente ao nível do Universo, considerando que cada pessoa tem um outro lado intocável pelo ego, o resultado desta maneira de pensar transformaria o mundo.

Não é ignorar o que se passa neste mundo dominado pelo ego, as guerras, as atrocidades, mas se elevarmos o pensamento acima desta ilusão criada pelo ego, podemos ver o potencial da Verdade.  Cabe a cada um de nós transformar este mundo, se recusando a aceitar de que o que vemos, especialmente no momento, é tudo que existe.
Como por exemplo:”O julgamento, como outros instrumentos através dos quais se mantém o mundo das ilusões, é compreendido de forma totalmente equivocada pelo mundo.  De fato, é confundido com sabedoria e substitui a verdade.  Da forma como o mundo usa o termo, um indivíduo é capaz de fazer “bom” ou “mau” julgamento e a sua educação tem como objetivo fortalecer o primeiro e minimizar o último......o que é “bom julgamento para um, e “mau” para outro. Além disso, até a mesma pessoa classifica a mesma ação como sendo demonstrativa de “bom” julgamento em um dado momento e “mau” julgamento em outro.”

Neste área o Curso é extremamente claro nos seus ensinamentos.  A pessoa não pode julgar porque a culpa não existe.  Este é um exemplo claro do sistema de pensamento que o Um Curso em Milagres oferece.  Todos os sentimentos e julgamentos são baseados na culpa.  Se a culpa não existe, ela não pode ser considerada válida.  Depende de como vemos o que realmente é real.  No mundo egóico a culpa existe porque o pecado e inerente do ser humano.  Se virmos este mundo parte da eternidade, uma reflexão do Universo, o Espírito eterno é perfeito.

A única maneira de evoluir espiritualmente é começar a mudar o sistema egóico de pensar.  Para que este caminho seja mais fácil, precisamos dizer ao Universo que estamos dispostos a aprender a maneira correta de pensar e pedir a sua força interna, ou qualquer entidade que acredite, que lhe ajude a ver este mundo de uma maneira diferente.

E lembre-se “O objetivo do nosso currículo, não como a meta do aprendizado do mundo, é o reconhecimento de que o julgamento, no sentido usual, é impossível.  Isso não  é uma opinião, mas um fato.  De modo a julgar qualquer coisa acertadamente, a pessoa teria que estar inteiramente ciente de uma escala inconcebível de coisas passadas, presentes e por vir.  A pessoa teria que reconhecer antecipadamente todos os efeitos de seus julgamentos sobre todas as outras pessoas e coisas  neles envolvidas de alguma forma.  E a pessoa teria que estar certa de que não há nenhuma distorção na sua percepção, de modo que o seu julgamento seja totalmente justo em relação a todos aqueles sobre os quais recai agora e no futuro. Quem está em posição de fazer isso?”

Por esta razão seria muito útil estar ciente da impossibilidade de julgar.  Não é fácil porque estamos tão acostumados a julgar.  Porém a única coisa pedida nestes ensinamentos é que esteja ciente do que esta fazendo e pedir ao Universo que lhe mostre uma outra maneira de pensar.

Nenhum comentário: